sábado, julho 14, 2007

SETE MARAVILHAS " CADA TIRO CADA MELRO"

O presidente mantém-se em forma e continua igual a si próprio. Veio visitar as pessoas que o esperavam em frente ao mosteiro para comemorarem a nomeação na lista das 7M nacionais. Em primeiro lugar deve-se de dar os parabéns pelo espectáculo transmitido, desde Portugal para o mundo, em língua inglesa, facto que só por si é revelador de como se defende a cultura linguista indígena. A língua de Camões com esta transmissão urbi et orbi viu-se reforçada nos cinco continentes. Portugal mais uma vez revelou-se e soube impor a máxima de Fernando Pessoa “ a minha pátria é a minha língua”. Apreciei igualmente as manifestações de regozijo das pessoas e ver as bandeiras e símbolos pátrios pendurados nas janelas e varandas de norte a sul a defenderem esta causa num ESPECTÁCULO IMPAR!


Ao presidente Sapinho damos-lhe a mais sentida homenagem... e deve-se até propor em assembleia municipal o nome dele para designar futuramente o Rossio de Alcobaça por “Areal Dr. Gonçalves Sapinho” ou outra designação afim. Apesar de saber-mos que ele não tem nada na cabeça e de SER UM VERDADEIRO CATAVENTO, estamos todos de acordo que nos grandes momentos sempre deu a cara pelo concelho e por causas todas elas acertadas e de “alto gabarito”: invejáveis obras de requalificação, universidade de Alcobaça reconhecida em toda a galáxia, ensino superior que faz inveja ao MIT e Harvard, hospitais, privados e públicos onde trabalham os melhores médicos, centros médicos não faltam no concelho, estradas concelhias das mais seguras da Europa, qualidade de vida e meio ambiente das freguesias e aldeias do concelhos a invejar a Suiça. O trabalho está à vista mesmo para os cegos.

Qualquer homenagem que se faça ao nosso rei Midas é bem-vinda porque tudo o que toca produz dinheiro. Vejamos: 150.000 euros (trinta mil contos) para obter uma nomeação quando os outros monumentos apresentados a concurso despenderam, no máximo e ao redor de 15.000 euros aqueles que despenderam. Gastar dez vezes mais, como foi o caso de Alcobaça num monumento que já está na Lista da Unesco, só de um verdadeiro prodígio, cartomante ou descerebrado. Os sinceros PARABÉNS por dobrar o esbanjamento de dinheiros que se verifica ser incomensurável... Se há coisas que este presidente sabe, é defender os altos interesses económicos da Câmara e do concelho como se tem provado tem mesmo verdadeiro pedigree para assunto económicos e os outros.


Devemos IGUALMENTE de dar os PARABÉNS pelo gasto na reconfiguração do Rossio a envolvente ao mosteiro, tão barata que “mentes menores” entenderam o valor adjudicado “ excepcionalmente elevado (cerca de 175€ por m2, (...) um desvio da ordem de 50% face aos valores padrão”. Os materiais são ainda de primeira não necessitam ser substituídos e os pinos metálicos resistentes. Felicitamos também pelas obras do cinema que foram igualmente uma pechincha em termos orçamentais tal como está a ser a designada via cintura interna entre outras.

A semana passada ficamos a saber, que câmara, num ápice movimentou 650.000 mil euros em investimentos; afinal há dinheiro! Por isso a empresa que fez as obras da requalificação na envolvente do mosteiro e outras empreitadas camarárias não deve de processar a câmara por má pagadora, como se ouvia por toda a Alcobaça, porque não o é. Dinheiro sobra e há em fartura a dobrar a triplicar, quadruplicar quintuplicar e por aí fora se for necessário. Será que é proporcional ao grau de proximidade, da empresa, ao presidente da câmara, aos vereadores ou também ao partido que governa? Quem saiba que responda!

Assim em ambiente festivo de “cada tiro cada melro”, vemos o presidente a bailar e dar o “bailarico” habitual à população de Alcobaça, parasitando-a emocionalmente, com afirmações e espectáculo jornalísticos dignos de um verdadeiro cata-vento, que se move unicamente ao sabor das brisas passageiras.



14 comentários:

Anónimo disse...

IT TAKES TWO TO TANGO

Este presidente é, infelizmente, o retrato do povo lúgrube, inculto e retrógrado que habita esta aldeia chamada Portugal.
A melodiosa voz que anima o baile dos vampiros será porventura a da cançionista Alcina?.

A. João Soares disse...

Caro António Delgado,
Parabéns por este texto muito «elogioso» ao símbolo mais visível, prestigiado e perene do Concelho de Alcobaça. Realmente tantos gastos para conquistar um troféu tira merecimento ao Mosteiro cisterciense. Eu estava convencido que este seria considerado Maravilha mesmo sem propaganda, sem despesas!!!
Continue com os seus «elogios» bem expressos. A ironia pode ser uma arma letal, uma autêntica bomba nuclear!
Abraços
Do Miradouro

Antonio Delgado disse...

O presidente é mais do que isso é um heroi: não declara os impostos, mente sistematicamente,como afirmava o antigo presidente da junta da maiorga (o Guedes). Diz coisas sem nexo e promete outras piores..."cada tiro cada melro" Alcobaça tem o que merece...parabens À MENTALIDADE PIMBA.

Antonio Delgado disse...

Amigo A.João Soares,
De facto os gastos são exagerados para um monumento que não necessitava para nada esse dinheiro esbanjado e sem retorno. A postura do presidente é reveladora de pessoa que não conhece a real valia do monumento que o concelho possui e que faz parte da lista da UNESCO REGISTADO COMO PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE. Monumento esse que sempre foi uma referência em termos turísticos desde o inicio do século XX em todos os cartazes oficiais do Estado em termos de difusão no estrangeiro da arte e cultura de Portugal. Foi também o monumento mais referenciado nos livros de viagens escritos pelos estrangeiros que visitaram Portugal desde o século XVIII, quando este género de literatura esteve no auge. A atitude do presidente, com os seus excessos para a votação como tentei demonstrar noutras postagens, foi apenas a de descredibilizar a dignidade de Monumento Património da Humanidade, como se este fosse uma qualquer Aldeia do Sabugal (com o meu maior respeito que estas povoação me merece). É confrangedora a mentalidade deste cavalheiro, tudo o que faz é sem dignidade. A terceiros dá a imagem de quem anda à pedincha, aos caídos e à maçã do chão. Esta imagem associada à sua tremenda necessidade de afirmação é mesmo desastrosa para o concelho e parece que ninguém quer reparar. Será porque as pessoas que ele representa também são assim? A GOVERNAÇÃO DESTE CAVALHEIRO É UM SUCESSIVO FESTIVAL DE DISPARATES. Alcobaça tem o que merece ou merecerá melhor? Será que para bem de Alcobaça esta governação ficará exemplar sobre aquilo que não se deve fazer para os vindouros? Espero bem que sim.
Concordo que a ironia é mesmo letal, por isso não prescindo de conceber certas imagens que as pessoas aderem voluntariamente e assim complementar o que quero transmitir. Em Alcobaça, alguns conhecem-me por crítico. Pessoas também insatisfeitas com os despropósitos da actual governação,até já me chegaram a mostrar algumas das imagens que concebi no blog em bancos e cafés, não sabendo que tinham sido concebidas por mim. Obviamente sinto-me agradecido pelo facto e vejo que há adesão LIVRE E ESPONTANEA e as ideias circulam. Em Leira chegaram-me a falar dos Camelos no deserto. Concordo que não há melhor maneira de encarar a situação senão pela ironia e em França e Espanha há imagens irónicas que são verdadeiros editoriais de jornal.
Um abraço.
António

Ema Pires disse...

Querido António,
Esta postagem é mesmo cómica e a música muito adequada para acompanhar o bailarico do vosso presidente, como dizes, com esse outro senhor, muito juntinhos e compenetrados. Estarão contando os passos? É uma valsa? Um tango? Um passo doble? Eu decantaria pelo tango. E essas calças cor-de-rosa, ficam-lhe mesmo muito bem, esse senhor é muito moderno (todo prá frentex!). Que sorte ter um presidente assim (suspiro!). O “paparazzi” que fez a fotografia merece o prémio Politzer.
Beijinhos

o guardião disse...

O concurso, era disso que se tratava, não valia tal investimento, até porque o reconhecimento do Mosteiro de Alcobaça já tinha sido feito pela UNESCO, pelos portugueses e pelos muitos turistas que o visitam.
Enfim, uma saloiada de alguém que pelos vistos quer protagonismo, coisa que não consegue na sua actividade política.
Cumps

Antonio Delgado disse...

Ola Ema,

Sim o "paparazzi" apanhou bem o angulo e que conversa devem de ter as duas almazinhas do PSD. Se calhar o Sapinho estará a dizer: " Ó Mendex Xus gajox correrem contigo do partido não te preocupex venx para Alcobaxa eu arranjdxo-te um tacho como vereador. Além dixo não tenx halito a cheirar a Alcool. Ando com medo que o Xocratex invente uma lei na qual todo o vereador antes de entrar ao serviço e durante ele tenha de soprar no balão para ver se está em condições quanto a niveis de alcool.
OH sapinho! dirá Mendes: Não vás tão deprrreza e não me pises, parrrreze que tens o pé chato. De verreadorrre não perrrrcebo muito mas posso darrre um geito como dou na prrrresidencia do PSD..." imaginamos o que terão dito um ao outro nesta sua dança do cada tiro cada melro...a dança não era tango mas o VIRA DAS MARAVILHAS.

UM ABRAÇO
ANTONIO

Antonio Delgado disse...

Amigo Guardião, diz mesmo bem é uma saloiada e acrescento: Da GRande! Mas parece que é disso que o povo gosta ou será que não lhe dão outras alternativas para escolha? tem de estar formatado assim? E o saloio mor é o presidente de Alcobaça...infelizmente não dá para mais.

Um abraço fraterno.

Cesar António disse...

Caro António
Uma prosa genial e infelizmente verdadeira.
Cada tiro cada melro , pois é mesmo , faltou dizer o preço pago por um "prédio" andar, para instalar a Universidade, a tal que faz inveja a Harvard, custou mais de 400000 euros sabia?.
Até tinha direito a estacionamento privativo antes das obras do Deserto.
Quanto a por mais uma placa no Deserto seria , ilariante, olhe que o tipo ficaria muito contente consigo , então é que o ego do sugeito atingiria o máximo.

Infelizmente a Doutora Alcina não canta , não toca, enfim sabe pouco de nada.
POis é, sendo pouco culta eventualmente burrinha e bastante ignorante nas matérias da cultura, tem uma fidelidade canina e isso é suficiente para ele.

O figurão adora tudo isso.

Ele gosta é que lhe digam que ele é o maior, com 70 anos de idade reformado e a receber mais de 10000 euros mensais o tipo poderia muito bem, ir passear.

Alcobaça ficaria agradecida

Antonio Delgado disse...

Caro Cesar vai-se tendo um pouco de ironia para enfrentar tudo isto senão da-se em doido.

uma baraço.

"o moço da bodega" disse...

Caríssimo, António Delgado.
Como sempre o Alcobaça transforma o que seria uma "tragédia" numa belíssima paródia hilariante.

Parabéns e viva o Cristo Redentor...ora, ora, pois!

Abraços

Ludovicus Rex disse...

É demasiado dinheiro...Demasiado.
Têm que começar a pedir contas a esse edil. Boa sátira interventiva, a música como sempre ajuda o artigo. Bem Posto.
É de bradar aos céus a governação desse pimbalhão...


Um Abraço Fraterno

Antonio Delgado disse...

Amigo Carlinhos.

brigado pela sua visita e parabéns pelo nomeação do brasil com o cristo redentor, como diz..."ora, ora pois!

Um abraço.

Antonio Delgado disse...

Amigo Ludo,

Deverá de ser o bom Povo de Alcobaça que lhe deve de pedir contas, porque eu há muito que as pedi mas sem resultados visiveis. E quando isso não acontece o melhor é a sátira e ela até tem funcionado . É MESMO PIMBALHÃO PIMBALHÃO..."a rabiar" como se diz em Espanha.

um abraço bem fraterno.
António