quarta-feira, janeiro 30, 2008

DRAMAS DE UMA GRANDE MULHER.



Por vezes imagino os lugares cheio de espíritos que no silêncio dos caminhos e por detrás das árvores nos olham e espreitam para nos atemorizar. As suas vozes murmuram em cada brisa e conspiram nas sombras das árvores e da vegetação por quase todas as sendas ermas. São sons e vozes que não entendemos mas ensombram quem ousa entrar no seu domínio. Ai vivem invisíveis, como as cidades de Italo Calvino, abandonados pelos corpos cuja luz existe perdida no espaço igual à das estrelas extintas há milhões de anos e vista em noites de luar. Cada corpo de pessoa que desaparece é uma estrela nova que surge no firmamento diz um conto... Talvez, um dia possamos ver a luz que vaguei desses corpos, perdida algures, e recuperar a sua história quando a física o permitir. A Senhora que vos mostro neste vídeo, bem como as histórias que narra e vividas por ela podem representar a memória de muitas mulheres e de muitos lugares e os dramas que neles se viveram e vivem no corpo e alma das mulheres. Mas, as histórias aqui contadas podem ser também representativas do desempenho do papel da mulher nas sociedades rurais. Histórias por vezes dramáticas vividas no silêncio que tudo devora até a memória da nossa existência...algum dia. Depois, também nós transformados nesses mesmos espíritos e talvez, aqueles que nos substituam, ao passear pelos mesmos lugares poderão sentir ou ouvir, tal como Moisés na Montanha uma voz , trazida pela brisa, dizer: “tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é uma terra santa” (Ex. 3.5).

-Voltarei a visitá-la... tal como lhe prometi!







Ps. Esta história é uma das muitas que recolho nos passeios que faço pelas povoações da minha terra. São parte de um diálogo que mantenho com ela, a sua gente e sua história.

OS ECOS E COMENTÁRIOS HOJE EM DESTAQUE NO CLUBE DOS PENSADORES.

30 Janeiro 2008

RÁDIO - PROGRAMA « CLUBE PENSADORES»

Programa na RCM irá para o ar -quarta-feira - dia 30 ,entre as 19h e as 20h.Joaquim Jorge desta vez não convida ninguém , estando em estúdio sozinho, com Susana Ferreira . Contudo haverá mais tempo para telefonemas no programa. É uma das formas de dar voz às pessoas e que têm coisas importantes a dizer e com muito interesse.Há um espaço que os interessados poderão entrar em directo no programa de rádio :1 – Via telefone através do número 229381756 - Via net através do blogue http://clubedospensadores.blogspot.com/ , na hora as opiniões dos internautas serão lidas e tidas em conta para a discussão.Esta emissão estará disponível online a partir do site http://www.rcmatosinhos.com/ ou com a frequência 91.0 no seu rádio. Será conduzida por Susana Ferreira.O programa tem 2 rubricas:Ideias K : Maria Teresa GoulãoBlogues - convidado o blogue " Ecos e Comentários" do autor António Delgado
Participe , opine , pratique cidadania.
Clube dos Pensadores

PS. Informação retirada do blog Clube dos Pensadores.
Faço uma lista de links ,de postagens neste blog e que julgo de interesse para os ouvintes. com ela poderão conhecer um pouco o espírito de este espaço de cidadania. Mas melhor será fazerem uma viagem por vossa conta. As imagens e recriações são igualmente da minha autoria. Cordialmente.
António Delgado

sábado, janeiro 26, 2008

MADRID

Razões de ordem profissional levaram-me até Madrid, esta semana, de onde cheguei de madrugada.

A postagem que vos apresento deveria ser acompanhada com a banda sonora do filme " AMOR EN LOS TIEMPOS DEL CÓLERA", que vi em estreia, mas razões que se prendem com um problema no meu computador, ainda não arranjado, não a posso ilustrar como gostaria. Na sua vez deixo esta apresentação do filme referido.




O Filme, como sabem, é baseada na novela de Gabriel Garcia Marquez com o mesmo título e conta a história do amor entre um rapaz e uma rapariga ao longo das suas vidas. Vidas que são cheias de histórias, dramas pessoais e politicos até um dia se juntarem finalmente. Recomendo sinceramente a película e para quem conhece o livro não será defraudado/a , na ideia que tinha da novela. O actor principal masculino, o espanhol Javier Bardem, é tido pela impressa do seu país como um sério candidato ao óscar deste ano, por esta sua interpretação. Deixo-vos então com algumas imagens avulsas da bela capital de Espanha.














































video

BOM FIM DE SEMANA

terça-feira, janeiro 22, 2008

ACABAR COM A TRADIÇÃO DE TORTURAR UM GATO

NÃO POSSO DEIXAR DE DAR VOZ A ESTE APELO RECEBIDO POR MAIL COMO AMANTE DE ANIMAIS QUE SOU.
a imagem foi retirada desta direcção

From: mailto:ricarmatias@hotmail.comSubject: Acabar c/ a tradição de torturar um gato
Date: Sat, 19 Jan 2008 02:19:44 +0500


Caros amigos dos animais!Chegou a hora de acabar com uma tradição primitiva e cruel que serve apenas para divertir uns quantos sádicos. Acontece em Campia, uma pequena aldeia do concelho de Vouzela em Viseu. No dia de carnaval os organizadores da festa teimam em incluir uma tradição que consta do seguinte: Os organizadores caçam , roubam um gato, algures, e metem-no num cântaro onde fica fechado até à hora da festa, (todos sabemos que os gatos sofrem de forte claustrofobia, e, só isto é causa de grande angústia e sofrimento). Depois, no largo da festa, está um grande mastro ladeado de lenha, o cântaro é elevado por cordas até ao cimo do mastro, a seguir lançam fogo á lenha que aquece o cântaro, queima as cordas e o cântaro cai desfazendo-se em cacos; o gato (se ainda puder) corre espavorido tendo á perna a parolada toda a persegui-lo com paus para ver quem lhe acerta. Todos sabemos que os países civilizados não admitem más tradições, só as que dão alegria e bem estar a todos. Já no 3º mundo abundam as tradições em que o forte usa o fraco; Os apedrejamentos, os sacrifícios, as amputações, a escravatura, geralmente em que as vítimas são as mulheres, as crianças e os animais. Todos nós temos obrigação de colaborar na evolução do nosso país. Esperemos então que cada um de nós passe a palavra ao maior número de pessoas, e envie uma crítica a quem tem culpas desta prática.Tem o presidente da junta, que é um dos organizadores, o presidente da Câmara que concorda, o padre que abençoa a festa. e todos os que vêem, calam e consentem. As contestações isoladas de nada têm servido, pelo contrário. Temos que ser muitos a repudiar esta tradição para eles perceberem a falta de civismo.
Daqui até ao carnaval, não paremos de criticar e denunciar a quem de direito presidente da junta - Antonio ferreira : junta.campia@clix.pt telef 232751111pres. Presidente da da Câmara - Telmo Antunes : telmo antunes1@gmai.com , presidente@cm-vouzela.pt
padre Antonio - pcampiaalcofra@gmail.com , pcampiaalcofra@sapo.pt telef 232751102
jornal de vouzela - noticiasvouzela@sapo.pt
Sepna de viseu (maus tratos a animais) mestre Figueiredo Lopes 968689245 - 232467940 - 232467954

segunda-feira, janeiro 14, 2008

TGV EM ALCOBAÇA

De facto são, muitas as obras de relevo que o Dr. Sapinho vai deixando no concelho. Todas elas fizeram as populações felizes e contentes e elas mesmo estão mais ricas e felizes porque o seu futuro é risonho e o concelho tornou-se num espaço invejável para empresários porque neste momento Alcobaça excede todas as expectativas de sucesso em empreendorismo, ideias, inovação, gestão, defesa do ambiente, preservação do património histórico, artistico e arquitectónico,criatividade dentro e fora do concelho e em Portugal. De aí a enorme fixação de pessoas pelo muito emprego que há. Infelizmente só a falta de casas para tanta procura, fez com que muitos fossem viver para os concelhos limítrofes.

Talvez pelo reconhecimento de um trabalho de sapa exercido pelo Dr. Sapinho nestes dez anos de governo autárquico, a RAVE, terá presenteado o nosso autarca com mais um êxito de calibre para juntar ao seu esplêndido curriculum. Passar o TGV dividindo o concelho em dois é das melhores coisas que ele esperava para as suas ambições e "as populações também". Agora poderá descentralizar serviços, como prometeu, criando o concelho de Alcobaça Oeste e Alcobaça Este. Um governado por ele e a outra parte governada pelo, Sr. Carlos Bonifácio ou o Dr. Paulo Ignácio. Por certo criaria mais empregos nesta terra e aumentaria ainda mais o rendimento per capita das populações, o que faz inveja às populações dos concelhos vizinhos, por tanto êxito económico, social e cultural do nosso concelho. O TGV, além de ser uma infra-estrutura das mais modernas que há, dará ao município um PLUS que lhe faltava. Tal era o desejo do Dr. Sapinho e foram muito hábeis as negociações feitas com as entidades envolvidas. Todos nós sabemos como ele é determinado neste tipo de situações: UM PERITO DE ALTO GABARITO. Ele e todo o staff que o coadjuva. Da minha parte lamento que não tenha conseguido para Alcobaça uma estação do TGV como almejava... Mas com a sua persistência, determinação e clareza de ideias, ainda nos dará muitas mais surpresas. É sabido que desde que o Dr. Sapinho é presidente, Alcobaça e os habitantes deste histórico concelho só têm visto passar comboios e desta vez IRÃO VÊ-LOS A SÉRIO, dos verdadeiros e dos mais modernos. Entre as freguesias não contempladas com esta infra-estrutura lamenta-se que a laboriosa freguesia da Benedita seja sempre a mais beneficiada, como agora.
Apesar de conhecer os traçados por onde passaria o TGV, o Dr. Sapinho permitiu às pessoas construírem casas nessa ampla zona, aprovando projectos, talvez porque o valor imobiliário dos terrenos e das casas, triplicava e as pessoas ficariam mais ricas e numa zona de luxo, porque como disse um dia: "Alcobaça tinha de atrair elites". Dava pena ver as pessoas chorarem como se viu na televisão quando souberam o que lhes tinha saído, provávelmente o Sr. Presidente, deveria de estar enormemente contente e a rir de regozijo por mais uma das suas grandes vitórias para o concelho! Nunca um autarca, neste município, foi tão generoso com os seus municípes, especialmente estes onde o TGV passará. Nunca em toda a história deste concelho houve um presidente que pensasse, defendesse e respeitasse tanto as populações como o Dr. Sapinho. A sua governação é tida como um paradigma que a todos ORGULHA e ESPANTA sem excepção. É de afirmar: que sorte tem o povo de Alcobaça por ter semelhante guardião.

Deve-se encomendar de imediato ao doutor Sampaio uma biografia igual à apologia que fez do presidente e das "obras" nas freguesias e da casa de venda de bicas e afins, de que é propriedade o pai do organizador da exposição Alcobaça Revisitada Vivências e Património; o próprio doutor Sampaio. Sobre as múltiplas qualidades deste evento, deve-se salientar a forma como as fotografias estavam expostas muito à semelhança das provas de fotos dos casamento de aldeia para compra dos convidados... uma exibição antológica concebida por um entendido em imagem.

Não tenho a menor dúvida que o nome do Dr. Sapinho ecoará aos quatro ventos mais que nunca. Além de ter já uma fundação com o seu nome, sou da opinião que seja recordado ainda com uma estátua em Alcobaça de preferência no Rossio e o seu nome seja recordado numa das principais artérias da capital do distrito; e porque não dar ao futuro Hospital Oeste Sul o nome de Dr. Gonçalves Sapinho?
P.S. Este texto será acrescentado logo que o meu computador esteja reparado de um grave problema e a música que devia acompanhar esta postegem tem de ser acionada no mostrador do lado direito da postagem .

quinta-feira, janeiro 10, 2008

POLITICAS SEXY E DE BOULEVARD


Nicolas Sarkozy, sendo o primeiro presidente divorciado a ocupar o Eliseu, é também o primeiro presidente que põe em palco a vida privada como uma categoria acrescida a uma estratégia de comunicação que nunca mais parou desde que foi eleito. Precedeu a uma outra novela que foi crise matrimonial e as separações temporárias com a esposa, problemas matrimoniais, tudo para dar dele uma ideia de presidente mais humanizado fora dos adjectivos políticos como tecnocrata, ambicioso, pragmático, liberal, atlantista, europeísta, como era conhecido. O divertido desta questão é que os episódios em cadeia deste novo político também fabricado pelo “marketing” parecem ser decalcados nas histórias saídas do principado do Mónaco adaptadas ao Eliseu... num admirável mundo rosa que parece que se inicia.

O enorme esforço que tem realizado a mulher moderna desde os séculos XIX e XX para conquistar os seus direitos, talvez alcance a vitória neste. Se hoje o poder que detém um executivo é ainda proporcional à longitude das pernas da sua secretária, no futuro será a qualidade dos músculos masculinos, a evidência que ponha no volume muscular, a sua disposição para exercer de amante ao minuto ou à la carte. Serão estas características que determinarão ao homem encontrar um bom posto de trabalho e uma rápida colocação, quando as mulheres libertadas ocupem os altos cargos de chefia.

Para esse tempo supõem-se que todos os rapazes terão de ter dois cursos, saberão quatro idiomas e terão feito uma série de “masters” em Harvard ou na Sorbonne. Somente os fará diferente um corpo mais ou menos esplêndido, como sucede às raparigas preparadas que ocorrem a entrevistas para conseguir um posto de trabalho, sendo que o critério do físico da mulher é catalogado pelo olhar inseminador oculto no inconsciente dos chefes.

Este darwinismo cruel da beleza feminina pode vislumbrar-se em escritórios, bancos e ministérios. À medida que qualquer um sobe os andares nobres de uma multinacional ou entra mais no núcleo duro do seu poder, encontra as empregadas e as secretárias mais fascinantes. Neste trajecto parece que se produziu uma selecção natural quase cavalar, de modo que as formas femininas foram-se depurando até alcançar a perfeição das medidas de ouro e com elas inundam esse ambiente hermético donde se estabelecem insonoras dentadas de tubarão e jacaré e ao mesmo tempo uma batalha entre a sedução das que obedecem e o pólen dos que mandam. Quando as mulheres no futuro substituiremos homens nos postos de decisão, coisa que sucederá já neste século, elas estarão sentadas atrás da secretária e os secretários e os outros subalternos serão valorados pelas horas que dedicaram no ginásio de musculação. De acordo com este propósito a executiva moderna dirá ao tipo que pede trabalho: (tem um grande expediente, mas à parte da sua alta preparação, estará o cavalheiro disposto a acompanhar-me um fim de semana às Ilhas Fiji e na semana Santa às Caraíbas? Ah! que quer de prenda para a sua noiva?)

No futuro o homem terá que estar sempre em forma, maquilhado e disponível. A competição será terrível. Quando receba a ordem e abandone o escritório, elas por detrás da secretária, na poltrona, também observarão a qualidade das musculaturas e deles farão grandes projectos como Glenn Close no papel de Alex Forrest a Dan Gallagher ( Michel Douglas) em Atracção Fatal!

PS. Um excelente ano de 2008 a todos os leitores, colaboradores e profissionais que elaboram o Jornal de Leiria. Aproveito para rectificar um dado impreciso que escrevi na minha última crónica dedicada ao presidente da Câmara de Alcobaça: onde afirmei que ele não tinha feito a declaração de impostos durante sete anos quando aquilo que não fez foi a declaração de rendimentos ao TC nesse mesmo período. António Delgado in Jornal de Leiria 10/1/2007
Felicito ainda o Dr. José Carvalho Pedrosa, pelo excelente e esclarecedor artigo titulado, "Alcobaça e o Hospital Oeste Norte", saído na penúltima edição do semanário Região de Císter.
Destaco , como fiz noutros momentos, um blog ( Té la mà Maria) de Réus Catalunha, por tratar um tema sério mas com muito humor ... Como Fazer Feliz uma mulher ( com fer feliç a una dona ...en Catalão)

domingo, janeiro 06, 2008

LUIS PACHECO (PEQUENA HOMENAGEM)



"Regresso à caminheta e venho a saber depois que o lugar de Assento é estrada abaixo, para ao pé da igreja. Voltamos todos para Braga. Apontei o nome da miúda e o resto. Almoçarada em Gualtar com o Forte e o King-Kong, o motorista, que paga tudo e está simpatiquíssimo comigo e com o Mundo. Frango com arroz, à minhota, uma delicia. Vinho verde, à minhota, uma delicia. Como bundaradas porque adora arroz de cabidela e vinho verde e minhotas: “ Deolinda da Costa Rodrigues, 14, anos no lugar de Assento, cá me ficas, mas este arroz marcha à frente! “. Bebo mais que um Arcebispo, com o Bom – Jesus em cenário. Deixo de pensar na morte, essa magana. Estou um tanto pesado e alegrote. Voltamos a Braga. Cafés. Decido ficar. O forte dá-me cinco escudos, que é quanto lhe resta. Um bom Libertino não precisa de dinheiro. Decido ficar e fazer uma tarde de luxúria mental em Braga, para esconjurar o cheiro e incenso e mofo de padre que empestam estas ruas. (...)

Mas passam por mim duas miúdas: uma, grande cu descaído, badalhoca de cara, trouxa de carne a dar às pernas - é a que me tenta; outra, muito compostinha no trajar, casaco preto, saia branca ou creme, muito viva, muito espevitada. Atiro pontaria na badalhoca, a ver se avanço depressa o negócio, jogando no ganaha – perde da beleza física e no calculo das probabilidades dos complexos das feias. Vou-as seguindo, de rabo alçado como um garanhão, e a gorduchona já me topou. Olha para trás, por vezes. Já comunicou à parceira. A andar, a andar, chegamos a uma espécie de logradouro público, com certo ar antiquado e bancos largos de pedra, onde finda a linha dos eléctricos para o estádio (vejo o nome, estádio 28 de Maio, oh a Politica !, ah! ah!, isto só em Braga). Mas agora o grupo das meninas complicou-se: entrou por ali uma velha gorda, e inútil, e naturalmente sabichona e danada por invejar o prazer dos outros como é próprio das velhas; com ela, e tão empatas como ela, duas garotinhas, broncas e também inúteis para as questões do sexo."

Luis Pacheco: O Libertino passeia por Braga , a Idolátrica, o seu Explendor. Edições Colibri pp. 20,21,22

quinta-feira, janeiro 03, 2008

O RÉVEILLÓN DE (ALGUNS) POLÍTICOS DO CENTRÃO


Alguns dos nossos políticos, genericamente mal pagos, solidários com o povo, passaram o Réveillon no Casino Estoril onde se pagava a módica quantia de 500€/pessoa.

Poupados são eles e um exemplo para os reformados e precariado, que se fossem poupados como eles também podiam ter estado no Casino, em vez de irem apanhar constipações para o Terreiro do Paço ver o Abrunhosa, numa organização COSTA…

O MTZ’s? continua a sua investigação mas consegue já desvendar estas presenças:

ISALTINO MORAIS - (ainda) presidente da C. M. Oeiras, acompanhado da sua caixa de charutos, e num gesto de quem nos está a enfiar o barrete (chapéu) coitado teve que recorrer a um dos seus depósitos na Suíça, por deferência de um dos primos chauffers de táxi;




TELMO CORREIA - de smoking já um bocado gasto, lá se sacrificou com a sua presença, de flute de champagne (do Lidl) na mão, provando que ser-se de direita não significa ser menos que um social-democrata ou um socialista e que não pode ser solidário com os mais desfavorecidos;


MARIA DE BELÉM ROSEIRA - dançando de saltos altos, com coroa de princesa que é, juntou durante um ano 1.000€ num púcaro que tem na cozinha, trocou o Natal dos Hospitais pelo Casino, provando que se pode ser de esquerda caviar sem ser do Bloco. Istom é que é uma mulher à maneira: pequenina, dançarina e poupada


DIAS LOUREIRO – Conselheiro de Estado, ex-responsável pelas finanças do PSD, converteu-se ao capital, dirigindo do melhor que há. Não vimos qualquer razão para não estar presente, de smoking, à maneira, no local apropriado para quem pertence ao capital, vindo da província.



Segundo o DN de hoje o Presidente da ASAE também esteve presente no Casino Estoril, mas apesar da fonte fidedigna, não conseguimos saber a que título lá esteve, mas fumou, em recinto fechado a sua cigarrilha, já com a “lei do tabaco” em vigor… O exemplo veio de cima!!!

Ps. O meu querido e grande amigo DANIEL MADEIRA DE CASTRO MTZ? – do Movimento TópaZús? enviou-me este mail o qual tenho o prazer de publicar com a sua devida anuência. . As fotos são do Correio da Manhã. Obrigado DMC .