terça-feira, março 06, 2007

PERSPICÁCIA VISUAL II

Em três minutos diga se as imagens são de BAGDAD, BEIRUT ou ALCOBAÇA?

Ps. Todo o comentário bem disposto e elevado é bem vindo

4 comentários:

Ludovicus Rex disse...

Sem palavras...

EstrelaAfricana disse...

Infelizmente há palavras.
E, palavras de condenação pelo estado degradante a que deixou chegar a zona nobre da cidade de Alcobaça.
Em primeiro lugar há que criticar os donos dos prédios em causa que nada fazem para resolver o problema.
Em segundo lugar a Câmara Municipal que detém meios jurídicos para obrigar os proprietários a agir, nem que fosse substituindo-se a eles nos termos da lei em vigor, também parece completamente imobilizada...
É o que temos...

Anónimo disse...

Que País é este?
Que cidade é esta?
Que gente é esta?
Governo do faz de conta. Querem mostrar tanto do tão pouco que fazem afinal que escondem a céu aberto o que os nossos olhos vão descobrindo.
Que governantes são estes?
Têm os meios ao seu alcance mas não os fazem cumprir. Porquê?
Não lhe trazem visibilidade será?
Ou desconhecem que podem substiruir-se aos proprietários nas obras de reconstrução destes edificios?
Cultura tambem é isto. Tambem é preservar as nossas cidades tão carregadas de história. É honrando o património que cumprimos o futuro das nossas gentes.
Se assim não for, então é um deserto. Será que a opção foi mesmo o deserto?
O Rossio que responda.
Romeu Luis

Antonio Delgado disse...

Viva Estrelaafricana,

Como tem passado? Seja bem vinda de volta!! Há pessoas que já escreveram no blog a perguntar por si. Sobre o que comenta digo-lhe que na minha óptica há palavras e não há palavras. Explico-me: NÃO HÁ PALAVRAS para quem não conhece nada da realidade de Alcobaça, pois fica admirado (a) que numa terra com um monumento classificado pela UNESCO como património da humanidade possa albergar semelhantes realidades. Porque possivelmente pensam que Alcobaça é a “terra da Alice no país das maravilhas” como o sr. presidente da Câmara Sapinho e a maioria PSD tentam vender . E NÃO HÁ PALAVRAS para a plêiade de incompetentes que seguem e bajulam o presidente, lambuzando-lhe os pés e os sapatos ou vivem de favores pouco claros. Mas HÁ PALAVRAS para aqueles que querem o melhor para Alcobaça e infelizmente VÊEM esta terra definhar cada vez mais e distanciando-se da civilização dirigindo-se para uma INFRA REALIDADE. Repare na naturalidades como o espaço publico que é péssimo, é ocupado por mesas de cafés e barreiras arquitectónicas de toda a espécie subtraindo-o do desfrute dos munícipes. Veja a quantidade de pisos desnivelados e mal feitos, onde o direito urbano não é respeitado assim como não são pessoas com handicaps. Muitos desses espaços são propícios. O transito é caótico, a QUALIDADE DE VIDA PÉSSIMA quer EM TERMOS AMBIENTAIS COMO URBANÍSTICOS. Não se entende como nesta povoação gastam milhões de euros num lugar e a qualidade de vida das pessoas desce em vez de melhorar. Estas espontaneidades provam como os políticos locais desconhecem o sentido da palavra sustentabilidade, planificação, projecto, democracia participativa e o respeito por todos aqueles que votaram neles...Ganhar votos não deveria de servir apenas para ter carro e passear nele ao domingo com o dinheiro do contribuinte???
Espero voltar a comentar um sua observação

Cordialmente