sexta-feira, agosto 10, 2007

"SOCIEDADE DO ESPECTÁCULO"



"A alienação do espectador em favor do objecto contemplado ( que é o resultado da sua própria actividade inconsciente) expressa-se deste modo: quanto mais contempla, menos vive; quanto mais aceita reconhecer-se nas imagens dominantes da necessidade, menos compreende a sua própria existência e o seu próprio desejo. A exterioridade do espectáculo em relação com o homem activo manifesta-se no facto de que os seus próprios gestos deixam de ser seus, para converterem-se nos gestos de outro que os representa por ele. A razão de que o espectador não se encontra em casa em nenhuma parte é porque o espectáculo está em todas as partes".
Guy Debord " A Sociedade do Espectaculo".



PS. BOM FIM DE SEMANA A TODAS (OS) E A QUEM ESTA DE FERIAS AS MAIORES FELICIDADES PARA DESFRUTA-LAS.

17 comentários:

o moço da bodega™ disse...

Caro Dr. António.

Este brilhante post, ao meu ver, tem a cara da nossa gente, uma sociedade totalmente alienada pela contemplação de falsas imgens que convenciona nossa cultura cada vez mais empobrecida.

Parabéns e peço-lhe licença para reproduzi-lo na bodega com os devidos créditos, se assim autorizar-me.

Abraços e bom fim de semana.

A. João Soares disse...

Fica, desta forma, explicada a razão de os actuais políticos passarem grande parte do seu tempo na televisão a gabarem as suas intenções e fazerem novas promessas que terão o mesmo resultado das anteriores, nenhum!!!
Semelhante a este texto sobre o efeito da arte, há um de Scopenhauer que diz coisa parecida acerca da leitura: quem lê bloqueia o seu próprio raciocínio e é conduzido pelo do autor até à palavra final. Isto não é transcrição mas apenas expressão da ideia, referida de memória.
Abraço
Do Miradouro

J.G. disse...

"A Sociedade do Espectáculo" que li e estudei com os meus 20 e poucos anos, é um daqueles livros intemporais. Infelizmente actualíssimo.
Guy Debord não era assim um visionário, como muitos o viam.

Altamente recomendável a sua leitura, a que acredito muito poucos portugueses terão tido acesso por falta de aviso ou orientação.

Um abraço.

lucia duarte disse...

boa imagem dos politiqueiros e do povo apático.
pessoalmente tenho um fascinio pelas obras de Rodin, pelo que lhe agradeço o ter colocado tal bela escultura neste blog

Mentiroso disse...

Espelho da sociedade portuguesa, que pela ignorância e falta de civismo segue os seus maus pastores cegamente, vivendo na ilusão da papa venenosa que lhe é servida por jornaleiros coniventes que os encobrem. Transformaram o direito à palavra no direito a vigarizar. As eleições à sua própria escolha. Chamam democracia a uma característica oligarquia. É a vida fictícia daqueles que a merecem por a aceitarem.

sonhadora disse...

Gosto muito do teu blog.
Beijinhos embrulhados em abraços

papagueno disse...

O nosso povo vive cada vez mais alienado. Só isso explica a proliferação do tele-lixo. A blogosfera vai sendo cada vez mais o terreno propício à intervenção dos cidadãos inconformistas.
um abraço.

Ludovicus Rex disse...

Continuamos a ser romanos...Mas alguns nem por isso.
Um Abraço


----
PS: Espero ter regressado ás lides blogosféricas...

o guardião disse...

Formatar gostos, adormecer vontades - Pão e Circo.
Uma referência à música que é uma delícia para os ouvidos.
Cumps

C Valente disse...

bom post, e lpara ver os programas de trampa, já bnão se transforma em pedra mas em larva
saudações amigas

HOMERO disse...

El espectáculo es en realidad la vida misma fuera del escenario. Buen post amigo. Un abrazo fuerte. H.

J.G. disse...

Passei e, como já comentei há dias, apenas deixo os meus cumprimentos e saudações amigas.

Boa semana!

Alzira Henriques disse...

Tal como antes, continua-se hoje a verdadeira "sociedade do espectáculo" e alienação do povo.
Este pequeno país que se viu dominado pela censura, pelo obscurantismo e pelo isolamento durante décadas de ditadura, vive dominado por uma comunicação social televisiva (a que mais profundamente entra no quotidiano popular) construída à base de novelas, jogos de futebol, programa de baixissima (para não dizer nula) qualidade, como sejam os casos da "Quinta das Celebridades", "Preço Certo", "Fiel ou Infiel" e outros que simplesmente desconheço.
Com esta "grandiosa" colaboração de tão importante veículo de comunicação social, que cultura podemos esperar?!
E, a maioria dos políticos que, para desviarem a atenção de verdadeiros problemas existentes no seio dos partidos, nos governos, nas oposição etc... criam circos dignos da maior "palma de ouro da fantochada"?
Veja-se o ainda recente caso político fabricado pelo "senador vitalício" Alberto João - deu-lhe na moca de medir forças com o governo e, não vai de modas: demite-se para, de novo, imediatamente se recandidatr ao cargo de que se demitiu.
Alguém sabe quanto custaram as últimas eleições na Madeira, que o POVO PAGOU para satisfazer o ego de um lunático egocêntrico e mal-educado?
E, o espectáculo continua....
E, tristemente, o povo aplaude com votos...

Beijo

LLUVIA disse...

Hola Antonio:
Sí, los seres humanos somos manipulados desde todas las instituciones y poderes. Y a menos que nos hagamos conscientes y rechacemos todo lo que nos haga responder y actuar por impulsos programados por otros, no seremos libres de decidir lo que queramos. De ser nosotros mismos.

----------

Este fin de semana lo he pasado en Lisboa. no conocía la ciudad y me quede total y gratamente sorprendida.. Hermosísima ciudad la vuestra. Y nos entendimos muy bien con los portugueses , que es verdad que nos ganan a los españoles en el conocimiento de la otra lengua. Yo me sentí como enm casa.

Un abrazo!

Ema Pires disse...

Olá António querido,
De qualquer maneira muitas pessoas representa um papel que nao lhes corresponde realmente. Muitas sao as misérias que querem esconder e vistem-se e tentam parecer outros. Mas eu imagino que ninguém se pode esconder a si próprio o fundo da sua alma. De ai vêm as grandes frustraçoes, as invejas e os ódios. Pessoas com uma vida vazia e falsa onde só demonstram terem ares e mais nada. No fundo sao completamente vazias.
Beijinhos

Ema Pires disse...

É verdade, esqueci-me de falar da música que ouvimos muitas vezes e que tem uma letra tao bonita.
Beijinhos

o guardião disse...

Voltei, aproveitei para ouvir a música de novo e desejar um bom feriado.
Cumps