sábado, setembro 08, 2007

DUAS CITAÇÕES

" Estou convencida de que Ferro Rodrigues e Paulo Pedroso foram politicamente " assassinados" pela "inconveniencia" do seu empenho de sanear e despoluir. Dentro e fora do PS"

Ana Gomes. Eurodeputada PS

Revista NS noticias sábado. 8 de Setembro 2007. Citações, pág. 80 .
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

A Ditadura da Moda

"A tristeza de ver quem espera que os outros lhe digam o que vestir, o que ler, que sitios frequentar, que tipo de linguagem usar. A insegurança da carneirada."

Rodrigues Guedes de Carvalho.
Revista Sábado nº. 175, pag. 29




23 comentários:

o guardião disse...

Gostei, especialmente da imagem e da segunda citação. São muito verdadeiras. Quanto à 1ª citação, não conheço a verdade dos factos que deram origem à embrulhada, excepto o que veio nos jornais.
Cumps

Fragmentos Culturais disse...

A segunda citação só demonstra que ainda há contracorrente da 'carneirada'!
Que bom!! É que às vezes quase desespero...

Bom domingo!

Nota: Bela canção latino-americana!

Kalinka disse...

OLÁ ANTÓNIO

APENAS HOJE - DOMINGO, vou responder em post a todos os prémios que tenho recebido, incluindo o teu.

Envolvi-me na ideia do alfabeto, mas vou ter que interromper e colocar o post de agradecimento.

Já fiz até à letra D, inclusivé, e para a semana vou retomar a ideia com a letra E - letra do meu nome de baptismo.

Beijos e abraços.

LLUVIA disse...

Hola Antonio!
La veerdad es que es muy triste ver a tanta gente ajena a la búsqueda del progreso y de la libertad. Entregada totalmente a los dictados que nos llegan por los discursos , tele, revistas.. Obedientes cual dócil rebaño...
Donde es posible que asciendan y dirijan los peores.

Buen comienzo de semana.

Un abraço!

Ema Pires disse...

Isto é como as modas. Nao importa que o que "se leve" nao fique bem, a questao é que é preciso estar "up to date". Mesmo fazendo o pior dos ridículos.
Mas a sociedade está cada vez mais clónica, quer pelas ideias, quer pela vestimenta.
Beijinhos

Zé Povinho disse...

Não sei se a Ana Gomes tem razão, mas quanto à carneirada, infelizmente é assim mesmo.
Boa música.
Abraço do Zé

C Valente disse...

a 1ª citação só direi, zangam-se as comadres....
a segunda julgo ser referente aos M&M do PSD, mas é aplicado a qualquer outro, o que falta para ai é a carneirada
Saudações amigas

Arte & Liberdade disse...

Triste, ponho os olhos
em tudo menos no que me convem.
Deixo-te a terceira pancada.
Cito:
"... . Gostei muito de Lisboa, mas a maneira de trabalhar é completamente diferente da dos outros países. Aqui é tudo feito à pressa e dá-se pouco cuidado aos pormenores. Para mim os pormenores são o mais importantes do que tudo o resto." .
in Dica da Semana (jornal do LIDL), 26 Julho 2007 - Personalidades - Marco De Camillis.
Ainda estou doente depois da pseudofeira da fruta... na Cela.
Desculpa

A. João Soares disse...

Gostei da imagem e da crítica à moda e ao seguidismo. Quanto a Ana Gomes parece que segue o argumento da amizade aos dois porque o PS foi muito amigo dos dois afastando-os das más línguas e das suspeições.
Está tudo castrado, como se vê na ausência de textos dobre o Dalai Lama, prémio Nobel da paz, um pensador que defende a paz no Mundo.
Comloquei em Do Miradouro dois posts sobre a visita «Dobrar a cerviz perante a China» e «Tibete anexado pela China em 1950».

Se têm sido visitados, ninguém deixou comentários. O medo de desagradar ao Governo e à China?
Abraço

papagueno disse...

Engraçado que eu sempre disse o mesmo acerca da ditadura da moda. Faltou falar da música e das irritantes modas de linguagem como o tal "treûze" ou o ainda mais irritante "tipo".
Um abraço.

Kalinka disse...

Olá

Ofereço-lhe um «Trevo da sorte», todos no Mundo precisamos de sorte.
Venha buscá-lo, é seu.

Vou contar um segredo:
Há 33 anos atrás, dei à Luz, uma criança de seu nome Alexandre.
é isso, eu e ele estamos de Parabéns.
Só Deus sabe como tenho feito tudo na Vida, para o bem dele, anulei-me, deixei de trabalhar para o poder criar em casa, com outras condições, as melhores possíveis e, ele esquece-se que tem uma Mãe. Esta mágoa hei-de carregar comigo até ao fim da Vida.
Mas, continuo de cabeça erguida, tentando fazer o melhor que posso aos meus netos, principalmente dando-lhes muito Amor. E, por falar em netos, é engraçado, no dia que o meu filho faz 33 anos, a sua filha, minha neta entra para a Escola Primária, dando os primeiros passos em direcção ao seu Futuro... e, dizem que « não há coincidências»...

Beijos e abraços.

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo Guardião tal como você, também não conheço a tal "embrulhada" de que fala, mas nutro admiração por Ana Gomes por ser uma voz que no interior do PS se expressa, segundo parece, pela sua própria consciencia e achei interessante dar destaque a esta sua afirmação tal como deu a revista do DN. Quanto ao resto não sei de nada.

Um abraço bem fraterno
António Delgado

ANTONIO DELGADO disse...

Para Fragmentos Culturais. Pois sim há contracorrente, embora que não muita, para estes seguidismos em todos os ambitos da cultura e, deve-se de estimular e cultivar. Este blog, apesar de ser monografico, nalguns aspectos, tenta ser uma porta nesse estimulo à contracorrente.

Um abraço e obrigado pela sua visita.

António

ANTONIO DELGADO disse...

Amiga Kalinka,

Só hoje consegui ter o meu computador em ordem. Tive alguns problemas com a net e além disso mudei de sistema operativo, com o qual ainda não estou completamente familiarizado. Irei de seguida ao seu espaço ver e comentar aquilo em que não estou ao dia e continuar a ler esse maravilhoso diário.

cordialmente
António Delgado

ANTONIO DELGADO disse...

Querida LLuvia,

Gracias por tu visita y de verdad que es asi como dices sin embargo veo en tu país mucho mas contestación a este tipo de dictaduras de los " opinion makers" en la tele, periodicos y radio etc... conociendo como conozco tu país veo más individualidad y contracorriente en él que en Portugal...

Razones?... posiblemente ideosincrasias de olor a agua bendita y/o el sentido infantil de no querer tener voluntad propria...me parece !

Besos azules desde Lisboa.
António

ANTONIO DELGADO disse...

concordo plenamente contigo, não vales pelo que és mas pelo que aparentas... dos supostos intelectuais e aparentes artistas e aos que se movem e nutrem da politicos a grande maioria é assim.

Bjs.
António

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo Zé Povinho também não sei se a Ana Gomes tem razão ou não. O que me parece interessante é a coragem de afirmar e tornar publica uma ideia.

Um abraço
António Delgado

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo C. Valente,

É capaz de ter razão com aquilo que afirma, sobre a 1ª. citação. No entanto a afirmação de Ana Gomes parece-me ser uma pessoa contracorrente e que pensa por si mesma e não tem problemas em afirma-lo.

Um abraço.
Antonio

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo Arte & Liberdade (JLQ), pois sim os pormenores definem muita coisa e em Portugal é a falta e o interesse neles ( em todos os ambitos da nossa cultura) que tem detriorado o País de forma progressiva.

Sobre as pseudofeira é importante ver para crer e depois falar/criticar. Conheces-me o suficiente para saberes como actuo...mas neste caso nem é preciso falar nem fazer um post. Admira-me como aquele evento faz noticias de jornais...Só de terra que anda à maçã do chão e em si não é noticia .
Um abraço fraterno e bem forte.

António

ANTONIO DELGADO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ANTONIO DELGADO disse...

Estimado Amigo A João Soares,

sobre o Dalai Lama saiu hoje uma noticia no Publico (pag.2 canto inferior esquerdo), onde a mesma socialista, Ana Gomes, critica a actitude diplomatica de Portugal em relação ao Dalai Lama...de se vergar perante a China. permita-me dizer-lhe que esta Eurodeputada socialista tem, no meu ponto de vista, uma coragem que admiro e que não é muito comum em politicos da nossa praça. Tenho o grato prazer de colaborar com artigos de opinião num jornal,onde ela também escreve artigos de opinião.

Recordo ainda que esta socilista foi a unica voz dentro do partido a contestar a decisão do governo. Sobre as amizades que afirma é possivel que sim, mas acima de tudo como afirmei admiro-a pela coragem de dizer publicamente o que pensa.

Passarei pelo seu blog para ver e comentar.
Um abraço fraterno.

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo Papagueno, na musica, nas artes plasticas, no cinema e até na escrita há uma moda que se segue por livre derencia . É o problema da vizinhança, por se pensar..."o os outros irão dizer"?. No falar encontram-se milhares de coisas e os personagens mediaticos usam e abusam de um linguarejar próprio e que foge ao padrão académico... Não sendo eu purista, no falar, parece-me que a academia da lingua portuguesa não existe...um reparo que os viajantes do sec. XXIII e XIX nos faziam. Talvez dai derivem tantos anglicismos e francesismos (modas) que ela tem.

Um abraço.
Antonio

ANTONIO DELGADO disse...

Amiga Kalinka,

Obrigado por partilhar o Trevo mas sobretudo a pequena história que conta. Uma amiga espanhola, em tempos, falava-me sobre filhos e contou-me o seguinte: "Com os filhos temos muita ilusão mas um dia eles saem pela porta fora e nunca mais voltam ou se voltam é para pedir coisas ou acompanhados. Nunca reconhecem os sentimentos e afectos que construimos para os criar". Aquelas palavras foram as primeiras que ouvi, naqueles termos,de uma mãe em relação aos filhos. Pareceram-me que estavam impregnadas de um certo desalento apesar de adorar os dois que tem e andarem pela mesma idade dos trinta e tres anos.

Outra amiga, esta francesa, estava desejosa que os filhos saissem de casa logo que pudessem para ela fazer a sua vida normal...Coincidencias no assunto mas actitudes diferentes em relação ao sentimento que se tem sobre os filhos... O tema dos filhos e da educação em Portugal é bem pertinente. Um dia destes farei uma postagem, sobre a forma como vejo a educação dos filhos em Portugal.
Um abraço
António