quarta-feira, fevereiro 20, 2008

BANCA LUCRA 5,5 MILHÕES POR DIA

AINDA GOSTAVA DE SABER O MOTIVO PELO QUAL ESTES SENHORES ANDAM SEMPRE A RIR...OU DE QUEM SE ESTÃO A RIR ?












É surrealista o título desta postagem, como é surrealista a informação donde o título foi extraído: de um vespertino de hoje, dia 20/2/2008, quando passava por um quiosque de imprensa.

30 comentários:

Ludo Rex disse...

Eles riem, enquanto os resto do portugueses não têm razões para tal... Eles comem tudo e não deixam nada...
Um Abraço Fraterno

(.) disse...

Uma posta que pugna pela imparcialidade. Sem rasgo de crixifixo ou de avental. Bem-haja pois meu caro António! É assim que eu gosto de si.

Cumprimentos,

Valdemar

A. João Soares disse...

Riem porque a vida lhes corre de feição. E riem dos papalvos dos clientes porque não têm hipóteses de lhes escapar, apesar dos aumentos sucessivos das operações bancárias.
Estão todos conluiados, manconados para lixar quem deles precisa.
E o facto de haver muitos não serve de alívio para nós. São todos piores!
Abraço

Beezzblogger disse...

Concordo com o anterior comentário, e digo mais, riem a bandeiras despregadas, porque na manga ou na forja como lhes quiser chamar, estão umas quantas medidas para nos sugar ainda mais...

A não ser que isto arrebente, o que era óptimo sob o ponto de vista de ser a anarquia total, eu queria ver como é que ia ser.

Abraços e parabéns pelo texto amigo A Delgado.

Do Beezz

Maria Faia disse...

Provavelmente riem de satisfação por verem os seus "alforjes" cada vez mais cheios. Nem que para isso a maioria dos portugueses passe fome...
Riem das vigarices que fazem e, pelos vistos, começam agora a vir a lume. Ainda agora, quando vinha para casa, ouvia na TSF mais uma notícia de irregularidades (para não chamar outra coisa pior...) cometidas no BCP, o maior banco privado português.
Mas os lucros desta gente vão crescendo enquanto que, para nós, simples trabalhadores, os rendimentos vão emagrecendo e o trabalho avolumando.
Resta-nos a esperança de que estes senhores venham a ser efectivamente responsabilizados e a impunidade deixe de reinar.

Bjo
Maria Faia

Siry disse...

Al igual que los de aca, rien de alegria viendo crecer sus arcas sin que nadie ponga coto a sus desmanes.
Creo que esos señores son iguales en todo en mundo y se rien exactamente igual.
Como siempre muy acertado amigo.

HOMERO disse...

La risa de todos los burócratas y corruptos es la misma en todo el mundo. Falsa. Un abrazo. H.

papagueno disse...

Riem-se de nós pois enquanto eles enchem os bolsos os portugueses estão cada vez mais pobres.
Um abraço.

Tiago R. Cardoso disse...

É uma risota completa e o povo a ver rir, a ver números obscenos todos os dias lançados para os jornais, é lucros enormes, rescisões e indemnizações a antigos administradores vergonhosas, enfim o normal...

Té la mà Maria - Reus disse...

se rien de nosostros, de como nos han quitado el dinero y la dignidad

hijos de p.....


obrigado

Jorge Casal disse...

Falta aí o sócia risador-mor que é o Sócrates. Quanto mais miséria, mais ele ri. Por cada golpada nos funcionários, nos reformados, nas universidades, nos professores, nos velhos doentes, nas pequenas empresas. Ri-se da justiça é forte com os fracos e fraca com os fortes é, dos tachos que oferece, da miséria das oposições. Ri-se como o ladrão que consegue uma golpada sem ser apanhado. Ri-se dos que têm fome e sede de justiça. Falta esse sócia execrável nessa lista. Devia vir em primeiro lugar porque se os outros se riem é graças a ele.

ANTONIO DELGADO disse...

Caro Ludo,

Sim é verdade eles comem tudo...tlavez porque os deixam:

Um abraço fraterno
António

ANTONIO DELGADO disse...

Caro Senhor ponto entre aspas ( Valdemar Rodrigues)gosto muito de o ver por aqui...é livre de expressar o que quizer e como sabe este blog também o é...como já deve de ter reparado!

Um abraço
António

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo A. João Soares,

Nem mais!
Um abraço
António

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo Beezzblogger,

Pois sim corre mesmo de feição...

Um abraço.
António

ANTONIO DELGADO disse...

ola Maria Faia,

As noticias são tantas que nem dá para entender. Parece que em vez de viver-mos num pais estamos na cova do Ali- Baba. Hoje também vi numa revista nacional deputados dos dois maiores partidos integrarem determinadas comissões e serem simultaneamente advogados e representantes, fora da aasembleia da républica, a interesses associados às comissões que representam no interior dela...mas estamos no Portugal, livre e democrático.
bjo.
António

ANTONIO DELGADO disse...

Querida Siry, es que esta raza son clonicos hay que darles de comer a parte.

Un bezo azul
António

ANTONIO DELGADO disse...

hola Homero,
son iguales sin...me parece que les gusta al pueblo.

Un abrazo
António

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo Papagueno... Riem-se e de bom rir.

Um abraço
António

ANTONIO DELGADO disse...

Caro Tiago,

A risota é total!
... e quando se ve na assembleia deputados advogados, como noticiava um revista hoje, que representam interesses privados em comissões parlamentares que analisam esses mesmo interesses privados...a coisa é mesmo divertida na nossa républica.

um abraço
António

ANTONIO DELGADO disse...

Amigo te la mà maria,

Se robaron la dignidad...quantas personas estan en la ruina a causa de falsa publicidad...

Un abrazo
António

C Valente disse...

� simples, a vida corre-lhes bem
os pategos somos n�s que os alimentamos
Sauda�es amigas

Zé Povinho disse...

Eles riem-se daqueles que lhes dão a ganhar essas quantias indecentes, trabalhando com afinco mas empobrecendo a cada dia que passa.
Abraço do Zé

zé lérias disse...

Eles riem-se. Mas pode ser que um dia tenham de moderar o riso. Quem sabe?!

Um grande abraço e bom fim-de-semana, meu apreciado amigo.

Kalinka disse...

Olá António

Boas perguntas, para as quais todos os portugueses, infelizmente, sabem as respostas.

Riem porque a vida lhes corre de feição. E riem de nós, do povo, que precisa deles, directa ou indirectamente.

Bem que adoraria tirar uns dias da minha rotina habitual, casa-trabalho e ir sem direcção, por aí...Mas será que queria mesmo? Sózinha...
estou cansada de andar sózinha...

Queria ter as rédeas da minha vida e das minhas vontades na mão, neste momento não pode ser AINDA...

Queres vir comigo ao cinema?

Bom fim de semana.
Um abraço.

Miosótis disse...

Grata pela visita e cordialidade.
Retribuo.
Até mais...

PS: Rir ainda é o melhor remédio.

ANTONIO DELGADO disse...

Se corre amigo C. Valente....se corre!!!

Um abraço Fraterno
António Delgado

ANTONIO DELGADO disse...

Caro ZÉ POVINHO,

Sempre se disse nos meios da sociologia que a pobreza e a miséria bem gerida dá muito dinheiro...é o que acontece por parte dos bancos em Portugal com os seus clientes.

Uma abraço
António Delgado

ANTONIO DELGADO disse...

ZÉ LÉRIAS,

Muito riso pouco siso costuma-se dizer, no linguarejar popular. Suponho que um dia a situação se inverta. Obrigado pelas tuas inestimáveis palavras de apreço, ele é, como sabes, mutúo e fraterno.

Um abraço António

ANTONIO DELGADO disse...

VIVA KALINKA,

Acredita-me que estou na mesma situação que tu relatas..e aceito o convite...quando será?!.

uma Beijo

António