sexta-feira, maio 08, 2009

"COM RESPEITO PELOS OUTROS"

Um amigo enviou-me o mail que podem ler à continuação. Pelo seu lado humano não posso deixar de fazer uma postagem.


"Vale a pena ver o video em baixo.
Os comentários são os que vieram. Apenas me apetece fazer notar o seguinte:
Tempo de crise pode ser tempo de reflexão e de reaprendizagem. Os chavões e os preconceitos com que somos diariamente borbardeados (ou que nós próprios construimos) devem sem meditados, processados, purificados. Isso só será possível se reaprendermos a viver e a escolher em ambiente de relatividade, sem absolutismos. Com respeito pelos outros e por nós próprios. E com muita tolerância. E alguma paciência. Juntos chegaremos algures.

Foi um desabafo. Bom fim de semana para todos. Bjs e abs.

GF



"Esta noite milhões de crianças dormirão na rua, mas nenhuma delas é cubana!"

“Esta noite milhões de crianças dormirão na rua, mas nenhuma delas é cubana”
Fidel Castro

O vídeo que vai ver foi filmado em Cuba pelo controverso Michael Moore.

É sobre o sistema nacional de saúde cubano.
Cuba, onde as crianças não têm acesso a Play Stations (pelo menos com facilidade).
Nem se sentem inferiorizadas por não vestirem roupas de marca.
Onde os supermercados não apresentam 60 marcas de manteiga diferentes.
E a TV não mente a publicitar que os Danoninhos ajudam as crianças a crescer.
Os carros de luxo não abundam.
Nem as malinhas Louis Vuitton.
Mas têm talvez o mais avançado sistema de saúde de todo o planeta.
E um sistema de ensino ímpar, em que os professores ensinam e os alunos aprendem, com rigor e disciplina, onde não há lugar para Escolas Novas, estatísticas aldrabadas, pseudo-universidades e Novas Oportunidades da treta.
E pleno emprego.
E as ruas seguras, livres de criminalidade e de drogados
Mas os Cubanos têm falta de liberdade.
Falta de liberdade... para assaltarem idosos e crianças.
Falta de liberdade... para agredirem professores dentro das escolas.
Falta de liberdade... para dispararem contra polícias.
Falta de liberdade... para desrespeitarem o seu semelhante.
Falta de liberdade... para políticos corruptos que enriquecem à sombra do erário público.
Cuba, onde tantas coisas faltam, principalmente as supérfluas, as inventadas pelo capital na sua necessidade de se reproduzir.
Mas onde abundam a solidariedade, a fraternidade e, principalmente, a humanidade.

PS. Alguns autarcas portugueses viram, em Cuba, a possibilidade de melhorar a saúde dos seus munícipes e não exitaram em levá-los lá!.

Idosos de Santarém vão a Cuba ser operados
Ministra não evita «moda» de operações em Cuba

12 comentários:

Siry disse...

Hola

Tienes premios aguardando por ti, en mi Blog Recetas para el Alma. Espero te agraden

Feliz fin de semana

Felisberto Matos disse...

É emocionante ver este video,realizado por um americano.QUANDO HÁ ANOS VISITEI cUBA tive oportunidade de ver coisas semelhantes.E também muita falta de alimentos e uma enorme escassez de bens de consumo primários.Mas tb uma enorme dignidade humana por toda a parte.Se tivesse que optar entre a ditadura de Fidel e a democracia de Bush,não hesitaria.. Fidel.

ANTONIO DELGADO disse...

Olá Siry,
faz muito tempo que não passas por aqui e agora foi uma agradável surpresa, ainda mais com este prémio. irei passar!
Beijinhos desde Portugal.

ANTONIO DELGADO disse...

Caro Felisberto,

Também me maravilhei quando visitei Cuba, além dos aspectos que referes, também fiquei maravilhado pelo sentido museologico de toda a sociedade cubana. Explico: O tempo parece que parou e os anos 50, 60 ficaram fossilizados, ao não ser permitida a entrada de muitos bens devido ao embargo imposto pelos EU da América, tudo é reciclado e nada é desperdicio naquele país. Há uma homogeneidade, no desenho dos carros , na construção arquitétonica cujas caracteristicas coloniais são predominantes...estéticamente falando é tudo muito apelativo aos sentidos começando pela paisagem. Depois foi o lado culto (letrado) das pessoas e a sua extrema simpatia e alegria, para não falar no contagiante que é o sorriso. Talvez por ser um povo sofredor, os cubanos, são muito solidários e fraternos entre si e para com os visitantes. Apesar da pobreza existente, não há fome e muito menos perigo de marginalidade, há felicidade nas pessoas. Nem tudo é maravilha. Há descontentes, como os há em todos o lados mas penso que isso não alterará para breve o modo de vida desta gente e deste país. O descontentamento vem pelo impulso dado por movimentos anti castristas que estão em Miami. Tive a oportunidade de ir a Cuba , em 97,junto com uns amigos vascos que passam, todos os anos, alguns dias na ilha porque têm familiares residentes. É um lugar onde espero voltar logo que possa. Recentemente (2000 creio)foi aberto em Havana um café de caracteristicas portuguesas em memória a Eça de Queiróz que, como cônsul de Portugal,viveu na ilha algum tempo.
Abraço

mitro disse...

Este seu post é SERVIÇO PÚBLICO!

(E a mídia nacional talvez devesse aprender alguma coisa. AInda bem que á internet! Mas por quanto tempo mais?)

A. João Soares disse...

Caro António Delgado,
Cuba está a ser um exemplo que comprova que as dificuldades fortificam a alma. Seria bom que aprendêssemos som eles e aproveitássemos a presente crise para moldarmos melhor a nossa forma de viver, purificarmos os comportamentos e meditarmos na melhor forma de racionalizarmos a vida, melhorando simultaneamente os contactos e a solidariedade.
Um abraço
João Soares

Pastora disse...

A grande questão é como educar!
Como educar de forma a que todos saibam agir como seres humanos e viver em democracia e liberdade.

Pastora

ANTONIO DELGADO disse...

Olá Miltro, faz tempo que não nos encontramos por aqui.

A postagem é apenas um meio para divulgar uma realidade longe de esteriótipos relacionados com Cuba. Apesar de haver coisas , nesse país com as quais não concordo, a verdade é que em termos de educação e saúde, Cuba é um exemplo.

Abraço
António Delgado

ANTONIO DELGADO disse...

Caro A. João Soares,

Além de "fortificar a alma" como diz, prova igualmente que bens essenciais como a educação e a saúde funcionam muito bem sem estarem contaminadas pela economia de mercado. Conheci um e casal Cubano em Espanha ( País Vasco) além de trabalhadores foram das pessoas mais solidárias que conheci. Desde 1993 mantemos uma boa relação de amizade. Empreendedores como eram construíram uma empresa de consultoria em engenharia do ambiente , como prosperaram mudaram-se para Málaga devido ao clima. Rara é a vez que ao falarmos de Cuba que não saia o tema da saúde. Estes meus amigos acham que o sistema espanhol está envolvido em muita burocracia, apesar de eficiente… sobre o Português nem falo! De qualquer forma tanto espanhóis como portugueses socorrem-se de Cuba para colmatar deficiências no seu sistema de saúde provando que aquele país tem mais do que aquilo que infelizmente se insinua.
Um abraço
António Delgado

ANTONIO DELGADO disse...

Olá, Viva Pastor!

Infelizmente em Portugal essa é a grande questão!
Quando vemos o nível educativo das pessoas de topo serem produto da "FARINHA MAIZENA", os resultados ficam à vista. Das duas uma, ou fazemos uma campanha contra essa farinha pelos danos causados à educação ou então toma-se uma medida radical e passamos a usar farinha de pau.
Um abraço

Siry disse...

Siempre paso por aqui Antonio, solo que comento muy poco, vengo muy rápido.

Feliz semana

isanatura disse...

Estoy encantada,que blog mas interesante e el video me dejo sin palabras,(me hace relexionar en lo que somos ignorantes e nos dejamos manipular por la "informacion q nos dan de cuba",e se hay algo que hace grande un pais es su sistema de educacion,e sanitario!Me gustaba poder difundir este video!
Ademas quiero felicitar doblemente el dueño deste blog,pues se ai algo por lo que me muero es volver a alcobaça algun dia,volver a ver la hacienda de mi abuela,nazare martins costa,en donde fue una niña feliz.
Volver a alcobaça la tierra que mas quiero,en donde nacio mi madre,e tambien volver a visitar la campa de mi padre que esta en el cementerio de los monjes de cister,pues quando estaba enfermo se fue a vivir, a esa tierra de mis sueños e ai se quedo,pues era su tierra de adopcion,que lindo e emocionante para mi encontrar este blog.muito obrigado