quarta-feira, setembro 12, 2007

"REGRESSO ÀS AULAS"


SÓCRATES PROMETE NOVA BANDA LARGA EM TODO O PAÍS

1ª. página do jornal PÚBLICO 12.9.2007

O texto que se reproduz na integra é um comentário feito à imagem que se expõe acima e foi publicado no Blog Causa Nossa .

"Esta imagem (Público de hoje) devia ser impossível. A inserção de actos religiosos em cerimónias oficiais -- ainda por cima com a participação do Primeiro-Ministro em ambos -- não é somente uma violação qualificada da laicidade e da neutralidade religiosa do Estado, mas também da liberdade religiosa, visto que traduz o favorecimento oficial de uma religião em relação às outras.O Governo deveria ser um pouco mais rigoroso com os princípios. Desde logo, com os princípios constitucionais; depois, com os princípios básicos do Partido Socialista.A ignorância dos princípios gera o oportunismo político. "Oportunismo político" poderia ser, aliás, a legenda desta imagem..." [Publicado por vital moreira] 12.9.07

11 comentários:

(.) disse...

A foto do público mostra que não é possível haver Estados laicos quando eles na realidade nunca o foram. Houve até um célebre masson, de apelido Costa, que pensou um dia ser possível acabar com o cristianoismo em Portugal em duas gerações! Não venceu. E ainda bem!

Freyja disse...

querido Antonio
te dejo muchos cariños y que estes muy bien
ha seguir con la lucha como sabes hacerlo
mil besitos


besos y sueños

A. João Soares disse...

Esta abertura do ano lectivo, merece um álbum de recortes, e um analista de todo o fenómeno teatral e de propaganda, porque poderá vir a ser útil didacticamente para estudo das ciências política, psiquiátrica, sociológica e publicitária.
Não é frequente esta abundância de material de estudo. Deve ser bem aproveitado.

Abraço
Do Mirante

Um Momento disse...

Eperemos que se cumpra
Deixo um beijo
(*)

J.G. disse...

A opção por religião diferente da católica é uma treta na esmagadora maioria das nossas escolas.
Os miúdos que não pretendem Educação Moral e Religiosa Católica podem mencionar no seu Boletim de Matrícula aquela que desejam, só que... "não existe ninguém" que dê essas aulas!
Resultado: ou frequentam EMRC ou...nada!

Quanto à imagem, claro que não deveríamos vê-la, apesar do país professar maioritariamente a religião católica.
Mas quando o Primeiro-Ministro, que é a igualmente a primeira figura de um Partido que se diz laico, dá este exemplo...

Abraço.

Ludovicus Rex disse...

Somos uma República Laica? Seremos?
Nem discriminações, nem privilégios... "O Estado nada tem com o que cada um pensa acerca da religião. O Estado não pode ofender a liberdade de cada qual, violentando-o a pensar desta ou daquela maneira em matéria religiosa."
Afonso Costa, in "A Igreja e a Questão Social" (1895)
http://www.laicidade.org/

C Valente disse...

O que demonstra é a grande hipocrisia deste governo, tão laico, tão católico, tão chinês, nada budista e muito menos Tibetanos.
saudações amigas

o guardião disse...

O exemplo aqui mostrado é o exemplo da incoerência de quem nos governa. Será que foi apenas uma asneira, ou também terá pesado na decisão de não receber o Dalai Lama, Prémio Nobel da Paz, só porque é budista?
Cumps

Té la mà Maria - Reus disse...

parole, parole, parole, tan solo parole (como diria la canción)

que os sea leve la vuelta a las clases

saludos de vuestros amigos y obrigados

Ema Pires disse...

Isto parece uma imagem de outros tempos. Penso que a religião é algo íntimo de cada um e termos que presenciar uma imagem como esta com esse senhor a abençoar-se parece que voltamos à Idade Média e à Inquisição. Mas Portugal é um país laico ou não? Não é a primeira vez que vejo também na televisão portuguesa um padre a abençoar uma ponte, uma estrada... A Igreja ainda manda muito em Portugal, apesar de ser institucionalmente uma República laica.
Beijinhos

lucia duarte disse...

meus amigos, banda larga, no dicionário do nosso engenheiro (o único em portugal com 3 diplomas da mesma licenciatura) quer dizer - alargamento a todas as classes - então, não será normal termos o padre a dar a benção católica aos chips e ás placas de rede?
Agora, laicos? ah, esses devem ser aqueles laicis que, um dia pisaram a bandeira Nacional em àfrica e que, mesmo assim chegaram a presidentes da Républica. Devo ser eu que estou enganada. não estamos a falar da mesma coisa, pois não?
vá "dr" Sócrates, deixe os padres fora disto - há portugueses que não são católicos, nem religiosos e que, até ajudam a pagar as suas despesas de custos e ordenado e merecem a mesma consideração que os que bajulam os padres católicos.
já lá vai o tempo em que, nas escolas nos obrigavam a dar vivas ao salazar e nos impingiam a fé católica como única verdade religiosa. - tenham pudor e não tentem manipular o povo através da fé!....