segunda-feira, junho 11, 2007

ESCÂNDALO E IRRACIONALIDADE.


O jornal Publico (11/6/2007) refere que a Câmara de Alcobaça gastou 150 000 euros para publicitar o Mosteiro no concurso dos monumentos/maravilhas, COM A SOMA MAIS ELEVADA DE TODOS OS QUE SE APRESENTARAM A CONCURSO. 150.000 Mil euros ou seja trinta mil contos em dinheiro antigo. Possivelmente a esta quantia deve-se juntar as chamadas DE TELEMÓVEL que o presidente da câmara faz todo o caminho entre Alcobaça a Lisboa...bem o presidente e possivelmente a rapaziada que está sobre a sua alçada. Esta verba é a mais elevada de todas quantas vêm referidas para publicitar os monumentos. Só posso dizer que é uma vergonha, uma falta de respeito para com os Alcobacenses, tendo em conta não só a postagem anterior mas as graves carências na povoação e no concelho: saneamentos básicos, estradas despoluição dos rios Alcoa e Baça, o caso de saúde publica que os plátanos deixaram a descoberto uma vez mais e as casas em ruina no interior da povoação. Até quando vai imperar o desnorteamento e o desgoverno natural de quem dirige os destino da câmara de Alcobaça? E até quando os partidos da oposição vão colaborar com estas sistematicas IRRACIONALIDADES?

Ps. Esta postagem irá sendo melhorada com as informações que iremos obter.
Destaco a frase de A.João Soares deixada, nesta postagem, como comentario: "Será que a política está a ser uma alternativa aos manicómios? Será uma estratégia da saúde?"

13 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Amigo António Delgado,
Será que a política está a ser uma alternativa aos manicómios? Será uma estratégia da saúde?
Está tudo louco, sem norte, sem senso, sem racionalidade, sem saberem estabelecer prioridades daquilo que em mais interesse para a população.
Nunca devem ter pensado qual é a sua função. São vaidosos e querem dar nas vistas para o que aproveitam o dinheiro público para essas fanfarronadas.
A oposição está já a penar que irá beneficiar destas loucuras. É como a corrupção, ninguém acha mal porque todos estão à espera de mais tarde ou mais cedo poderem embolsar algum.
E, entretanto, o País está a afundar-se irremediavelmente.
Sugiro a leitura do post «O Primeiro-ministro merece respeito» no Do Miradouro.
Abraço

Jose Gonçalves disse...

Meu caro António

Queria fazer-lhe uma pequena correcção...
Quem pagou esta factura não foi a Câmara Municipal de Alcobaça, fomos todos nós...
É o nosso dinheiro que seve a estes senhores para cometerem loucuras destas.
Lembrar-me eu que não se ouve da boca do executivo da CMA que não há dinheiro, que não há dinheiro... mas afinal este pessoal está louco ou está em pânico?
Será que o fim está a aproximar-se? A ser verdade, eu pergunto, não há quem ponha mão nisto?
José Gonçalves

tjce disse...

Caro António Delgado,

Quanto ao que acabei de ler no seu blog, o que posso dizer é o seguinte: 1º que nada, Alcobaça está igual a si mesma, ou seja, entramos na politica que sempre lá existiu. Que politica é essa??? É o facto de sempre se polir a maçã, sem se nos preocuparmos se está podre por dentro ou não, o que interessa é que ela está polida.
A minha questão deve ser igual a muitas outras que pairam nas cabeças de muitos Municipes, porque é que não se melhoram as condições internas, para ai sim podermos apostar na divulgação externa.
Continuo sem perceber... com isto arrisco-me a citar a frase de um amigo... " Aquilo é que era um tempo... em que havia esperança!"

ORTOGAL disse...

É assim que a pátria se vai aundando...

Mas veja-se: NADA A FAZER. Se houvesse hoje eleições o Dr. Sapinho talvez elegesse mais um vereador...

Resta-nos apenas REZAR! MERDA de "democracia"...

Ludovicus Rex disse...

Isto já está a tornar-se preocupante de facto meu amigo...
Sem comentários, por muito que eu goste de valorizar o património, não se justifica...

Um Abraço e Boa Semana


--
PS- Amei a música, bom gosto como sempre

Zé Povinho disse...

Caro António
O vosso presidente, como alguns que eu conheço estão a bater-se para arrecadarem as receitas geradas pelos monumentos dos seus concelhos no âmbito das novas competências dos municípios. É um perfeito disparate, pois junto com as receitas seguem também as despesas, de consevação e outras, bem como outra questão para o Ministério da Cultura, que é a razão da sua existência...
A ambição e o protagonismo cegam muita gente.
Abraço

Freyja disse...

me encantaria entender todo lo que presentas y porque lo haces, pero se siente que buscas siempre la honestidad ante todo
la politica de cada pais es especial, la entiende quien la vive
desde el ultimo rincon del mundo te digo que eres un hombre muy audaz en todo lo que logras mostrar siempre
aca tambien suceden muchas cosas pocos transparentes
te dejo un abrazo y besitos y gracias por tus saludos querido Antonio
una linda semana y a seguir con la lucha que nunca termina
besitos


besos y sueños

A. João Soares disse...

Caro António,
Tenho de enfatizar o facto de que a frase destacada do meu primeiro comentário faz parte de um texto irónico e sarcástico que não pode ser interpretado à letra. Certamente, muitos políticos não deviam sequer estar num manicómio, mas no «corredor da morte» de uma penitenciária à espera da sua hora!
Continuo com a ironia!

Abraço

Anónimo disse...

Então não aparece uma indicação do "jantar com Mozart" a realizar no refeitório do Mosteiro de Alcobaça?

Uma abraço.
Alberto

al cardoso disse...

La se foi tanto dinheirinho que podia ter muitissimo melhor fim, quando afinal o mosteiro de Alcobaca nem necessita de ser tanto publicitado, e de facto uma maravilha!

Um abraco serrano.

Anónimo disse...

Há uma coisa que eu não entendo, sinceramente, primeiras as 7 Maravilhas deram azo a críticas por nada se fazer pela promoção do Mosteiro, agora é porque se faz.

Não quero dizer com isto que dê a minha anuência ao montante da verba, especialmente por se ter esperado pelo último minuto para começar a fazer algo!

Quer se goste ou não com o concurso das 7 Maravilhas de Portugal, o facto é que no próximo dia 07.07.07 inserido na cerimónia das novas 7 Maravilhas do Mundo as mesmas serão anunciadas nessa cerimónia, anuncio esse que será visionado por milhões. O que me leva a deixar mais uma reflexão, será que até não sairá barata esta acção de divulgação mundial do Concelho de Alcobaça, comparativamente a uma acção isolada que sairia exponencialmente muito mais cara.

Como tal, devo dizer que chego a uma triste conclusão, até já a sociedade civil (vós) é sinónimo de descrédito, se faz é porque faz, se não faz é porque não faz, não conseguindo discernir quais as verdadeiras questões em causa, talvez esse facto se registe pelo vosso espírito estar toldado pela ira ao batráquio.


CA

Jorge Casal disse...

O Presidente da Câmara de Alcobaça bate o record de insanidade política. Entrar nesse jogo de otários sobre as Maravilhas - como os concursos que vemos nas TVs a partir de telefonemas - já não representa muita saúde mental. Entrar uma Câmara com essa quantia para promover o concurso é uma irresponsabilidade política. Vejam como o Egipto recusou candidatar as suas Pirâmides Às Sete Maravilhas (do mundo). Assim devia fazer o Senhor Presidente em vez de brincar aos parvalhões e aos turistas do garrafão - para honrar o Mosteiro e a sua História.

Cumprimentos
Jorge Casal

Cesar António disse...

O problema é que as pessoas não querem saber sobre o que se passa na administração da Câmara.

Os Vereadores são uns vendidos, querem é os 3000 euros por mês fora o resto.
A Assembleia Municipal não passa de gente que pensa que tem alguma importância , e o batráquio sabe muito bem conduzir esta cabrada.

Não sabe mais nada , mas jogar com estas anedotas ,isso sabe ele e muito bem.

Podem crer que ele sabe muito bem por a cenoura á frente do burro e controla a distância entre a cenoura e o burro com tal precisão que nem na NASA há igual.

Sobre a Democracia ser boa ou má a coisa fica complicada pois , é o povo com a sua passividade e ignorância que permite que a Democracia se vá degradando fruto destes figurões sem classe.